quinta-feira, março 01, 2007

Tênue

Estava cansado daquilo tudo. Sentou olhando as horas, viu que a madrugada ia começando, era o último ônibus. Abriu a janela e foi apreciando a paisagem enquanto amargava o sabor da dúvida que pairava sobre suas emoções.

À medida que o ônibus ganhava altura na ponte, o mar lá embaixo ficava mais escuro. Fechou os olhos e um rosto veio em sua mente. Sem se dar conta, estava presenciando um duelo interno. Lá no fundo de sua imaginação havia uma divisão. Não tencionava uma válvula de escape para se livrar da responsabilidade de se decidir. Apenas queria paz.
Uma era alegre, exuberante; a outra era quieta, misteriosa, intensa.

Chegou finalmente em casa, deitou no quarto escuro e ficou mergulhado na expectativa de quem espera um final feliz. Ouviu seu celular tocando. Levantou para atender mas hesitou. Não conhecia o número que chamava. Então seu telefone na sala começou a tocar também. Não sabia qual atender.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?